Início / Notícias / Brasil / Confusão entre membros da Igreja Geração Jesus Cristo e Guarda Municipal deixa feridos na Zona Sul do Rio

Confusão entre membros da Igreja Geração Jesus Cristo e Guarda Municipal deixa feridos na Zona Sul do Rio

Discussão entre guardas municipais e um grupo de 40 seguidores da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo terminou com 12 pessoas da congregação feridas, uma delas em estado grave. A confusão, envolvendo acusação de crime ambiental, aconteceu em frente à 12ª DP (Copacabana) no fim da noite de quarta-feira (25). A Guarda Municipal afirmou que vai apurar o incidente com rigor.

O grupo conta que, depois de culto na igreja, no Morro do Pinto, na Zona Portuária do Rio, estava passeando pelo Calçadão da Avenida Atlântica quando, por volta das 23h, agentes da Guarda chegaram acusando-o de pichar muros e monumentos do Parque Garota de Ipanema, no Arpoador. Um deles acabou preso por crime ambiental.

Pichação no Parque Garota de Ipanema: pastor admite que grupo faz 'inscrições' (Foto: Bruno Albernaz/G1)Pichação no Parque Garota de Ipanema: pastor admite que grupo faz 'inscrições' (Foto: Bruno Albernaz/G1)

Pichação no Parque Garota de Ipanema: pastor admite que grupo faz ‘inscrições’ (Foto: Bruno Albernaz/G1)

Histórico de pichações e ofensas

A Geração Jesus Cristo é a responsável por espalhar inscrições pela cidade avisando de suposta volta do Redentor em 2070. O grupo ainda promove manifestações contra outras religiões e com frequência associa o Islã a estrupadores.

Protesto da igreja contra muçulmanos (Foto: Reprodução/Twitter)Protesto da igreja contra muçulmanos (Foto: Reprodução/Twitter)

Protesto da igreja contra muçulmanos (Foto: Reprodução/Twitter)

Em entrevista ao ‘Bom Dia Rio’, o líder da congregação, pastor Tupirani da Hora Lores, admitiu que membros da igreja fizeram inscrições no fim de semana, mas negou ter deixado mensagens religiosas na noite de quarta-feira, como reitera a Guarda Municipal.

Caos na delegacia

Membros da Geração na porta do Hospital Miguel Couto, na Gávea (Foto: Reprodução / TV Globo)Membros da Geração na porta do Hospital Miguel Couto, na Gávea (Foto: Reprodução / TV Globo)

Membros da Geração na porta do Hospital Miguel Couto, na Gávea (Foto: Reprodução / TV Globo)

Na porta da delegacia, os membros da Geração Jesus Cristo questionaram a prisão do colega, o que levou ao bate-boca com empurra-empurra. Ainda de acordo com um integrante do grupo, um guarda puxou um spray de pimenta, que usou sem discernimento contra as pessoas, inclusive contra menores de idade.

Já na porta da delegacia, enquanto o grupo esperava do lado de fora, a GM chegou com reforços, e um guarda, conhecido como Bispo, incitou, segundo o grupo, a violência dos outros guardas.

Vídeos gravados pela igreja mostram a confusão. Pelo menos 12 pessoas foram feridas mais gravemente e tiveram que ser levadas para o Hospital Miguel Couto. “Temos 12 pessoas internadas aqui. Quantos guardas municipais deram entrada? Nós é que fomos espancados”, acusou o pastor Tupirani da Hora Loues, líder da igreja.

Jorge Alves de Souza, de 60 anos, é a vítima que está em estado mais grave: levou uma pancada na cabeça e segue internado. Os demais já tiveram alta.

Guarda Municipal diz que vai apurar com rigor

A Guarda Municipal do Rio explica que agentes revidaram desacato e divulgou nota em que reafirma o flagrante de pichação. “A GM já está apurando a ação em Copacabana envolvendo o Grupamento Especial de Praia e um grupo de evangélicos, que foi flagrado pichando o Parque Garota de Ipanema. Diego Luiz Ribeiro de Figueiredo foi autuado em crime ambiental na 12ª DP. Na delegacia, um grupo de cerca de 40 pessoas questionou a prisão e a ação da Guarda Municipal, e houve confusão. No final de semana, o mesmo grupo já havia sido flagrado com sprays e chegou a fazer uma inscrição na parede. A instituição vai apurar com rigor a postura dos guardas flagrada no vídeo, que não condiz de forma alguma com os preceitos, orientação e os procedimentos operacionais da instituição.”

Fonte: G1

Sobre Administrador

Veja também

ddcfad744970f7e947001f14fc3475c8

VELÓRIO INUSITADO: Morto é posto sentado e ‘jogando videogame’

A família de Renard Matthews, de 18 anos, morto a tiros em Nova Orleans (EUA) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *